Posts Populares

Blogger news

Estou Lendo...

Quem Pensa Enriquece
O Caderno H
Nada é Por Acaso
Meu Skoob
Tecnologia do Blogger.

Quem sou eu

Minha foto
Curitiba, Paraná, Brazil
Apaixonada pela língua portuguesa, livros, música e culinária. Queria cursar letras, mas acabei entrando na faculdade de informática, área em que trabalho até hoje.

Seguidores

terça-feira, 25 de maio de 2010
Estava eu pronta para postar algo sobre a seleção brasileira hospedada aqui em Curitiba, quando recebi um email "bombástico" de uma colega.

Bem, era mais um daqueles emails "desmascarando" alguma coisa ou alguém, relatando fraude, etc. E resolvi escrever a respeito disso.

É incrível como perdemos tanto tempo lendo emails falsos e encaminhando esses emails aos nossos contatos.


***O caso da criança que morreu picada por uma cobra***

Vocês lembram do caso da criança que morreu picada por uma cobra enquanto brincava na piscina de bolinhas do Habbibs? Tem gente que ficou sabendo que ela foi picada em um parque de diversões, outras no Mc Donalds.

Pois bem, a história é falsa! A informação mais precisa sobre o suposto acidente era que a criança era filha da amiga do primo da namorada do irmão de uma pessoa que já havia trabalhado no local (no mínimo cômico!). A história pe bem antiga e voltou a circular em 2004, com vários emails, todos eles indicavam uma cidade e estabelecimento comercial diferente. Além de diversas informações imprecisas.

Quer saber mais sobre essa lenda?
Então acesse o site Quatrocanton.com


***Digitar senha invertida aciona a polícia***

Outra história é sobre sequestro relâmpago. Essa é mais séria, pois se a pessoa que ler acreditar nela e for vítima de um sequestro, correrá um grande perigo.
Quem desmascara essa lenda é o site E-Farsas.com. A mensagem diz que se deve digitar a senha invertida nos caixas eletrônicos quando estiver sendo vítima de sequestro relâmpago pois isso aciona a polícia. Mais uma vez A HISTÓRIA É FALSA! Como você pode perceber, a maioria dos textos dessa natureza tem o mesmo conteúdo:
1- É escrito em um tom alarmista;
2- É incoerente e, muitas vezes, confuso;
3- Não revela a fonte (diz que a notícia passou recentemente na TV, mas não fala em qual canal);
4- Pede para ser repassado ao maior número de pessoas possível.

Quem trabalha com programação sabe que o campo "senha", ao aceitar os dados inseridos nele, compara esses dígitos com os que têm guardado em seu banco de dados. Se os números (ou letras) que foram digitados forem iguais aos guardados no banco, o caixa eletrônico libera o dinheiro, se a senha digitada for diferente... nada feito!

Para Saber mais, acesse o site do E-Farsas!



***A denúncia da Mega Sena***

Esse foi o motivo que me fez mudar completamente o assunto do post. Recebi hoje esse email denunciando uma farsa na mega sena. Sem paciência para ler todo o texto, fui direto até o final, onde encontrei o nome da pessoa que possivelmente assinava o email: Dr. Wagner Di Genova Ramos, advogado.

Fui até o Google e digitei o nome do tal advogado. E não é que ele existe?! Sim, o advogado é real, mas a história não. No site BrasilWiki! foi divulgado em 2008 uma reportagem sobre esse email falso. O repórter falou por telefone com o Dr. Wagner, assim ficou sabendo que ele não escreveu o texto, alguém usou o nome dele para dar credibilidade à denúncia.

Para saber mais acesse o site BrasilWiki!




***Correntes***

Quem nunca recebeu emails com fotos de crianças queimadas, portadoras de deficiência física ou mental ou doenças incuráveis?

A maioria das fotos que acompanham esses emails são reais, mas a história não é, muito menos o fato das crianças receberem dinheiro por email enviado.

Como saber para quantas pessoas teria sido repassado esse e-mail?

Isso é impossível de se saber. Apenas ficamos sabendo para quem o e-mail já foi repassado se quem o repassar não deletar os e-mails anteriores. E se o remetente do e-mail resolver enviá-lo com cópia oculta? Não dá pra saber!

Outra questão: Como será (ou seria) feito o pagamento? Essa também é uma pergunta sem resposta! O e-mail não informa como que a criança receberia essa ajuda.

Muitos desses emails são criados e enviados com um número de conta bancária real, para que as pessoas depositem dinheiro em nome da criança. Com o tempo os email são modificando, é como aquela brincadeira de telefone sem fio, só que dessa forma não tem graça nenhuma!

Ainda tem aquelas outras correntes, falando sobre vírus, pedindo que não aceitemos tal usuário no msn ou orkut, etc.

Sobre as tais correntes, mais uma vez o E-Farsas ajuda a desmascarar as falsas!
Para saber mais, clique AQUI!

Completando, torno minhas as palavras contidas no site WikiBrasil:

"Seria muito bom se as pessoas, antes de passarem à frente uma informação que não sabem se é verdadeira ou não, checassem. Fazer o que eu fiz, que não é nada fantástico. Assim, todos deixariam de ajudar a espalhar lendas pela internet. Este País já tem mentira suficiente circulando por aí."

2 comentários:

E-farsas disse...

Parabéns, Patrícia, pelo excelente post! E muito obrigado por citar o E-farsas.com! Qualquer dúvida, estamos à disposição!

Adyneusa Moura disse...

Esse tipo de noticia tem que ser amplamente divulgado, tem milhões de pessoas que não se dão ao trablho de pesquisar, recebem e vão postando.

Ocorreu um erro neste gadget